quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Por que vendi meu carro?

Tinha comentado aqui no blog e alguns comentários espalhados na blogosfera que estava vendendo o meu carro, finalmente consegui concretizar a venda. Não vendi por um preço que estava esperando, baixei muito, pois já tinha uns três meses que estava à venda e só recebia oferta de trocas por lote, outros carros e pouco dinheiro. Também publiquei um post que relata um negócio mal sucedido envolvendo a negociação do carro.

Período que fiquei com o carro


Eu comprei o carro seminovo e fiquei com ele durante dois anos. Durante esse período fiz umas viagens para a casa de meus pais que moram no interior e usava pouco aqui na minha cidade, pois vou ao trabalho de metrô. Não sou de ficar fazendo viagens e de ficar dando voltas por aí. O carro era usado para passear, por exemplo, ir a casa de colegas, sair com mulheres. Fiz uns cálculos e vi que não compensava ficar com um carro, pois não era usado e o preço só depreciava. Então resolvi vendê-lo. 

Gastos com o carro


Colocando os gastos no papel
O carro que comprei era pouco rodado e bem bom (completo, só não era automático). Logo de cara contratei um seguro e gastei por volta de 2k. Tive a infelicidade de um motorista bater na traseira dele depois de poucos meses da aquisição. O pior era que o carro que estava errado não tinha seguro e o motorista ficou chorando que não conseguiria arcar nem com os gastos do carro dele. E não conseguiria me pagar. Fui obrigado a arcar com os gastos do meu carro e acionei a franquia (cerca de 2k). 

Depois do acidente não  tive mais gastos com conserto. Gastei apenas com troca de óleo, revisão e os gastos como IPVA, licenciamento, seguro obrigatório.
Contratei um seguro mais barato 1,3k no segundo ano, nem queria fazer seguro, mas acabei contratando. 
Gastos com combustível fazendo uma média foram de 150 reais mensais ao longo dos dois anos.

Fazendo as contas por por alto. Durante o período que fiquei com esse carro, contando os gastos e a depreciação, foram quase 20k. Dinheiro que deveria está investido. É vivendo e aprendendo. Vou pegar o dinheiro da venda e investir no próximo ano. 

É isso aí pessoal, quem tem carro está sujeito aos imprevistos e aos gastos. Então, o jeito é eu me conformar com isso. Não tenho a intenção em adquirir outro veículo, talvez só quando atingir a IF. Agora é andar de Uber, táxi, coisa que já ando fazendo ultimamente. 

Abraços,
Cowboy Investidor

26 comentários :

  1. Pelo que postou, nao vai sentir falta. Eu garanto.
    Abraco

    ResponderExcluir
  2. Olá Cowboy!

    Legal que vendeu, como disse o IM vc não irá sentir falta dele.
    Eu por outro lado uso o carro todos os dias (aqui na cidade o transporte publico não é legal) Então troquei o meu por um popular... Assim fica mais tranquilo administrar...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá II,
      Foi difícil vender, mas consegui. rsrsr.
      O pessoal aqui reclama dos ônibus, mas o metrô aqui é bem razoável, ou seja, dá para andar de boas.

      Abraços.

      Excluir
  3. Pense no maior passivo sugador de dinheiro que existe!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Micro,

      Você tem razão, mesmo andando pouco o carro suga uma grana violenta.

      Abraços.

      Excluir
  4. Carro pra mim, só depois de atingir a independência financeira. Onde moro tem ônibus, táxi, uber e trem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí IpA,
      A minha estratégia também é essa.

      Excluir
  5. Olá CI,

    Realmente você usa pouco, mas, dependendo do carro, a depreciação é bem menor, comprando usado, mas realmente sempre depreciará.

    No meu caso, ficar sem carro seria inaceitável.

    Eu sei que gasto grana, mas não dá pra poupar tudo também, e ter o carro é um gasto que eu aceito, faz parte e dirijo todos os dias.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDC,
      Sim, eu ando pouco. Eu vendi o carro mais barato porque já estava muito ruim para venda, o pessoal só queixando sobre a crise. Vendi uns 4k a menos do valor dele real.
      Agora para quem anda muito de carro, acredito que é mais viável ter um.

      Abraços.

      Excluir
  6. A decisão certamente não foi fácil, pois a escolha nunca é somente financeira, mas certamente lhe fará bem, financeiramente.
    Tô começando a considerar essa hipótese, mas ainda está um pouco difícil desapegar. Me vem ocorrendo comprar uma bicicleta + carro mais velho pros finais de semana/saídas e guardar a diferença de preço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FPI,
      Financeiramente a decisão foi fácil, mas por outro lado pesava quando pensava nas viagens que eu faço para a roça, mas como são poucas viagens que faço por ano, então foi mais fácil desapegar.

      Abraços.

      Excluir
  7. Boa tarde Cowboy,

    realmente é complicado para alguns, mas para outros é simples... pelo que você descreveu, não irá sentir muita falta do carro e, quando ver que sobrará mais grana ao fim do mês para aportar, ficará muito satisfeito com a decisão hehe

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IE,
      Com certeza, eu já vivia sem carro. Agora os aportes vão aumentar.

      Abraços.

      Excluir
  8. Começar 2017 sem várias despesas decorrentes do carro hein? Parabéns!!!

    Já pensei várias vezes nesta operação, mas infelizmente o sistema de transporte onde moro ainda não está bacana e a família é grande.

    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá NI,
      Sim, já vão diminuir as despesas e aumentar os aportes.
      O metrô aqui atende bem e essa foi a decisão de vendê-lo.
      Também sou solteiro e não preciso muito de veículo particular.

      Abraços.

      Excluir
  9. Buenas, Cowboy! Bom que você pode viver sem carro - é um custo e tanto a menos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IpV,
      Sim, perdi muito dinheiro com esse carro. Agora é investir o dinheiro da venda.

      Abraços.

      Excluir
  10. Olá, CI
    Ótima decisão, consciente e calculada! Meu gasto com veículos são elevados, como uso para trabalhar e viajar não tenho como vender.
    Só de gasolina devo gastar entre 2 a 4k por mês :(

    Comecei agora na blogosfera, dê uma passadinha lá depois
    http://investidorprecoce.blogspot.com.br/

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IP,
      Nossa! Seus custos com carro são altos. Ainda com essa gasolina cara aí que complica mais.

      Obrigado pela visita.

      Abraços.

      Excluir
  11. Boa Cowboy!
    Ter carro é pedir para gastar dinheiro.
    Feliz 2017!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ligo,
      Realmente, gastei muito dinheiro. Fico fazendo as contas se eu não tivesse comprado esse carro já teria muito mais dinheiro.

      Abraços.

      Excluir
  12. Olá CI

    Tô com um carro parado aí no Brasil sei como eh pagar por algo e usar bem pouco.

    Pensei em vender esse ano, mas eventualmente devo ir ao Brasil uma vez ao ano pelo menos.

    Como estou pensando em ir agora no final de janeiro ou início de fevereiro devo até morrer na renovação do seguro, por mais que fique 1 mês aí só não sei se consigo ficar sem seguro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDD,
      Carro parado é um problema. Seria melhor para você alugar um carro quando vir ao Brasil, pelo menos eu acho.

      Abraços.

      Excluir
  13. Saudações Cowboy investidor.

    Para as suas viagens você pode avaliar a possibilidade de alugar um carro. Alugando um carro você mantém a sua autonomia durante as viagens e não tem os custos decorrentes da propriedade do veículo, paga apenas pelo uso do mesmo no período que o veículo lhe for conveniente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,
      Verdade. Essa opção de alugar é bem interessante. Não fiz ainda, mas um dia posso optar.

      Abraços.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...