sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Como gastei 150k em 2 anos

Como já falei aqui no blog. Eu sou servidor público há 3 anos. Antes eu trabalhava na iniciativa privada. Nesse tempo o meu salário era muito baixo. Sou da área de TI e estava desanimado com a remuneração, então decidi entrar no setor público. Sei que a maioria aqui não gosta de "funça", mas vi que através disso eu iria conseguir um salário maior o mais rápido possível, porém limitado. Esse post falo de forma sucinta como foi o meu casamento e como torrei 150k em 2 anos. Aqui estou contabilizando só dinheiro líquido.

Em 1 ano trabalhando no novo emprego consegui ganhar mais dinheiro em todos os anos anteriores de trabalhos somados. Sinal que meu salário era uma mixaria, sendo que o salário atual nem é tão alto assim. Sou do escalão das remunerações medianas. 

Antes de ingressar no trabalho público estava trabalhando em uma empresa e quando fui aprovado pedi demissão e recebi tudo que eu tinha direito. Fiquei sem trabalhar só uns 15 dias, então praticamente não fiquei sem salário nem uma vez no ano. 

Como gastei 150k em 2 anos


No primeiro ano a minha remuneração foi menor devido a soma ser do trabalho anterior e do atual. Já no segundo ano essa foi bem alta.
Aqui não estou contabilizando o dinheiro que eu tinha, pois esse dinheiro só deu para eu pagar a entrada do aluguel na nova cidade e comprar alguns móveis e utensílios para casa.

Quando cheguei aqui não conhecia ninguém, nem um parente meu mora aqui. Sei que moram algumas pessoas da minha cidade natal aqui, mas não tenho contato com elas. Era muito gratificante ver a minha contra bancaria no início do mês e ver aquele pagamento que era 3x maior ao anterior. Não gastava quase nada desse dinheiro, apenas pagava minhas contas essenciais e gastava pouco às vezes quando ia para algum lugar tomar umas cervejas com novos colegas.

Como não tinha namorada e nem carro pensei: agora que tenho um bom salário tenho que comprar um carro e arrumar uma namorada para me fazer companhia, pois estou aqui sem parente e nem amigos. Também estou ficando velho e preciso me casar. Então, comecei a sair com algumas mulheres aqui, mas nada sério, até que uma colega minha me apresentou sua amiga e comecei a levar o relacionamento a sério. Depois comprei um carro para andar com a namoradinha. 

Não sou um cara muito de sair, sou mais caseiro, mas a minha ex gostava de sair todo fim de semana. Até que comecei a gostar disso, mas como não sou gastador, frequentávamos lugares mais acessíveis. Apesar de pouco tempo de relacionamento nos dávamos bem. Não brigávamos, nos entendíamos bem. Pensei: essa mulher é gente boa, acho que isso pode dar casamento e acho que ela pensava o mesmo de mim. Alias, ela já estava louca para casar, pois já estava na casa dos 30.  Então, depois de algumas conversas decidimos nos casar durante um ano de namoro.

Durante o primeiro ano de relacionamento eu consegui juntar uma boa grana, mas como casei esse dinheiro foi gasto para arcar com o casamento, compras de móveis, eletrodomésticos, lua de mel, algumas viagens, etc. Fiquei zerado. Como falei no post anterior, gastei pouco com a festa do casório, pois os pais da minha ex arcaram com a maior parte.

Já depois de casados eu mudei do meu antigo apartamento e aluguei um maior. Já na primeira semana a mulher já começou a mudar de humor, não parecia aquela mulher tranquila antes de morar comigo. Já estava começando a me tratar com rancor e com palavras de baixo calão. Coisa que mulher nenhuma tinha feito isso comigo antes. Não a tratei do mesmo jeito. Como hoje sou um cara calmo, fui para o dialogo e falava que isso não é coisa que se faz e que o respeito é essencial para um relacionamento. Claro que isso não adiantou nada. As coisas só estavam piorando e às vezes tinha que ir dormir em outro quarto pois era impossível dormir no mesmo quarto devido a encheção de saco ser enorme.

Afundado na matrix, mas mesmo assim já não contentava com um relacionamento desse jeito. Não aceitava ser tratado dessa maneira depois de sair da pobreza, ter passado por várias dificuldades na vida e quando já com uma vida financeira boa ser perturbado por uma pessoa que não te ajudou em nada, que apenas estava desfrutando da suas coisas conquistadas. Fiz até terapia de casal para ver o que dava, claro que não resolveu nada, apenas gastei dinheiro. Ainda bem que foi pouco. Então, decidi que isso não deveria seguir em frente e teria que terminar. 

Nesse segundo ano praticamente não consegui poupar quase nada, pois viajei algumas vezes, comprei mais coisas para casa. A minha ex ajudava financeiramente em algumas coisas, mas era bem pouco. O que poupei gastei para sair de casa. Deixei tudo que eu tinha comprado para trás, paguei o divórcio. Estava apenas em busca de paz. Como morávamos de aluguel ela voltou para a casa dos pais. Juntamente com as coisas que eu tinha comprado e ganhado de presentes de casamento. Os meus ex-sogros ficaram putos. A minha ex-sogra até me ligou chorando para eu tentar mais uma vez, eu apenas falei que eu queria paz na minha vida e nunca mais falamos. Depois disso a ultima vez que vi a minha ex foi no dia da assinatura do divórcio. Depois desse dia meus dias ficaram totalmente em paz, pois não tinha mais nenhum vinculo com ela.

Conclusão


Fui muito burro nesse relacionamento. Deveria ter saído no inicio quando começou a dar merda. Não ter casado com 1 ano de relacionamento.
Aprendi ver o casamento de outra forma. As pessoas falavam que era bom, mas depois que você entra vê que é outra coisa. Não vem me falar que é por que o meu deu errado que eu sou pessimista. Hoje sou observador e vejo que a maioria são cheios de traições de ambas as partes, falta de respeito. Vivem mais de aparências. 

Não estou pregando aqui para não casar. Cada um decide o que quer da vida. Eu mesmo não pretendo casar outra vez.

Essas merdas que aconteceram comigo deu para tirar alguns aprendizados. Nesse intervalo conheci a finansfera e comecei a investir. E cada vez aprendo mais por aqui. 

Abraços,
Cowboy Investidor

59 comentários :

  1. Casamento é um dos temas mais polêmicos da finasfera.
    Tem quem seja totalmente contra casar. Eu sou solteiro e nem sei se vou casar, tá difícil de arrumar uma mulher "confiável".

    Procuro não generalizar as coisas. Sei que existem mulheres decentes, da mesma forma que existem homens decentes.
    Mas basta olhar um pouco mais atentamente a nossa volta para constatar como os relacionamentos estão ralos. Tenho certeza que se alguns maridos vissem o comportamento de suas esposas quando eles não estão por perto, certamente o número de separações seria muito maior e pra ser justo a mesma lógica se aplica por parte das esposas em relação aos maridos.
    Seria bom encontrar uma pessoa que tivesse comportamentos e opiniões semelhantes para ter condições de uma relação duradoura, mas hoje boa parte das pessoas só quer "curtir" nem se importam verdadeiramente tanto com namoro ou casamento.

    O tema é complexo, envolve muita coisa. Mas pelo jeito a era dos casamentos duradouros está passando. E não sei se isso é bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro grande problema nos dias atuais é que a mulher, na grande maioria das vezes, quer um homem pronto. Aquele negócio do casal crescer junto, respeitar um ao outro ao longo dos anos, tornou-se praticamente nulo. Só reparar no caso do Cowboy. Ele tinha muito mais a oferecer do que sua ex e ainda assim a moça era implicante com ele.

      Não podemos esquecer tambem uma coisa. A partir do momento que a mulher assume as rédeas do relacionamento, a tendência dele é fracassar. Após traumas que tive no meu relacionamento mais duradouro, atualmente não aceito desaforo de nenhuma mulher. Trato bem, porém nao aceito que me desrespeite.

      Mulher decente pode colocar na conta uns 10%. Mulher casada que dá de cima entrando nessas redes sociais não está no gibi.

      Excluir
    2. Gari, sou anon 14:23 e o que você disse é verdade.
      Realmente se o cara não tiver um perfil determinado, as chances deles com muitas mulheres diminuem considerávelmente. O melhor dos cenários seria ser um homem relativamente jovem até 30, 30 e poucos anos, com bom patrimônio e aparência.
      Mas nem todo mundo tem isso.
      Com relação as famigeradas redes sociais: Essas redes e aplicativos facilitaram muito a traição. Enquanto o cara está assistindo futebol a mulher pode estar marcando um esquema pela internet.
      Não precisa necessariamente sair de casa para arrumar algum encontro. Isso é verdade.

      Cara eu já recebí cantada de mulher casada. E me considero um cara mediano, quando a pessoa quer trair não há quem segure.

      Excluir
    3. O homem tem uma vantagem. Se ele se cuidar, correr atrás do seu crescimento, pode encontrar, 35 a 50 anos de idade uma mulher caso o mesmo queira casar e ter filhos. A mulher, por desenvolver muito mais rápido na fase da puberdade, o limite de "segurança" para engravidar é até os 35 anos. Acima disso, a gravidez torna-se altamente arriscado.

      Excluir
    4. Olá Anônimo e Gari.

      Excelentes cometários. Hoje com essas mídias sociais a traição está bem maior e também dá para descobrir os galhos.

      Gari, eu percebi que a minha ex tinha inveja de mim, alias, uma vez que ela estava me xingando ela falou algo que deu para entender isso. Um tom de desdém porque fui criado na roça. Apesar de não ser grande coisa eu era bem-sucedido do que ela.

      Abraços.

      Excluir
    5. Eu respeito a opinião a respeito de idade. Mas não concordo muito não.
      É fato que o cara pode chegar bem financeira e fisicamente aos 35, 40 anos ou mais. Mas não acredito que principalmente após os 40 seja fácil encontrar uma boa parceira para casar e ter filhos.
      Achar que nessa faixa etária será fácil se relacionar com mulheres de 20 ou 20 e poucos anos é na maioria das vezes masturbação mental, ainda mais com essas mulheres modernas, não precisa muito para ela trocar você por outro.

      Um cara acima dos 30 anos muitas vezes já não tem paciência para ficar acompanhando as jovens em baladas e afins, o comportamento e as ideias em muitos casos começa a não combinar.
      Por outro se após os 30 você for buscar uma mulher da sua faixa etária vai ver que boa parte está casa. E entre as solteiras muitas tem filhos ou vem "traumatizadas" com casamentos ou uniões anteriores.
      Como disse repeito a opinião, só que não vejo esse horizonte tão positivo.

      Acho que para casamento seria casar até uns 25, 26 anos (sei que alguns vão me xingar), mas nessa faixa se consegue com certa naturalidade mulheres de 20, 21 anos. Aí é possível ainda encontrar com mais facilidade mulheres com baixa quilometragem, que não são mães solteira ou não tenham traumas de relacionamentos anteriores. Para a partir daí desde que os 2 tenham maturidade conseguir desenvolver um bom casamento.

      Excluir
    6. Anon 17:07 nenhuma mulher de 20 poucos anos que casam são raros, muitos só querem aproveitar e quando tiverem perto dos 30 querem sossegar e casar

      Excluir
    7. Querem casar depois de já ter rodado geral e o poder de barganha caindo.

      Excluir
  2. Olá Cowboy,

    Tive uma namorada dos 18 aos 23 anos. Ela me lembrou muito a sua ex. Quase cheguei a noivar na epoca e graças a Deus nao foi para frente. O pior foi que ela terminou comigo (relacionamento já estava uma merda) e dou graças a Deus por ela ter feito isso. Por ser meu primeiro relacionamento serio na epoca, eu estava levando "na barriga", mesmo sendo um lixo no final.

    Essa minha ex provavelmente tem síndrome de boderline e transtorno bipolar. Mudanças de humor repentinas toda hora. Eu parecia um psicólogo. Após o fim desse namoro o meu trauma foi grande. Após mais de 5 anos que engatinhei outro namoro serio. Nesse tempo, eu so queria saber de sair, ficar com mulheres sem compromisso. Eu me sentia totalmente livre e com PAZ INTERIOR. Estou novamente solteiro há quase 2 anos e posso te garantir que tenho preferido assim. Tenho minhas ficantes, saio, transamos e cada um na sua casa.

    Quando vejo a hipocrisia nas redes sociais de "casais felizes" mas que na verdade é tudo fachada a vontade minha de casar passa longe. A única vontade que ainda tenho é ter um filho, mas casar está bem fora de questão..

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gari,

      Bom que você se livrou dessa doida.

      Lendo uns artigos na internet notei que a minha ex tinha muitos sintomas de boderline, mas como não sou especialista nesse assunto não posso cravar isso, mas que era nítido era. Ainda bem que saí fora, senão estava até hoje vivendo um inferno sentimental.

      Abraços.

      Excluir
  3. Eu sempre aconselho a todos a morar juntos antes de casar.
    Isso evita muita dor de cabeça pois quando se tem a convivência a pessoa muda por completo.

    Mas sinceramente, hoje em dia, dá pra fazer um contrato de união estável onde se negocia as cláusulas, colocando multas por traição ou proibindo xingamentos como no seu caso.

    Também sai muito mais barato de fazer que casamento/divórcio pelas vias tradicionais e possui a mesma validade jurídica.

    Mas assim como você, eu também aprendi da forma mais difícil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TP,

      Esse negócio de morar junto na teoria é até bem-vindo só que hoje as leis tratam isso como união estável e se a mulher for a justiça a gente se ferra do mesmo jeito.

      Nessa cláusula acredito que praticamente nenhuma mulher assinaria isso, mas seria bem-vinda.

      Abraços.

      Excluir
  4. Camarada, qual motivo da mulher ter mudado de humor? Ela não argumentou nada? Simplesmente disse que estava sendo a mesma pessoa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SB,

      Cara, um dos argumentos é que eu não ligava para ela, queria que eu ligasse um monte de vezes ao dia. Estava doente de ciúmes, coisa que não acontecia antes ou ela camuflou muito bem. Isso até suas amigas e pais falaram para ela. Pensava que eu estava o traindo sendo que nunca pensei nisso e nunca tive motivo para tal.

      Ela tinha um tempo muito ocioso, pois só trabalhava a tarde e como ficava só em casa queria que eu ficasse sempre em contato com ela. Sendo que eu estava trabalhando.

      Nunca desconfiei que fui traído, mas pela encheção de saco eu não duvido, pois ela tinha a manhã toda para isso. E quando uma pessoa acusa a outra por algo muitas das vezes quem é o culpado é ela.

      Abraços.

      Excluir
  5. Esse negócio de casar,estou fora. Principalmente por questões financeiras. A ideia de ter que dividir o dinheiro caso as coisas não deem certo me deixa doente só de pensar. kkkk

    ResponderExcluir
  6. Bom texto. Apesar de você ser funça, respeito-o. Só está reagindo a incentivos por culpa do governo. Fale mais sobre como sua mulher mudou da água pro vinho ao assinar um papel, o que você aprendeu sobre comportamento feminino nessa experiência. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,
      Respondendo agora, pois o blogger travou, só vi agora.

      Obrigado pelo respeito. Pois é, ela era muito insegura e com isso acabava descontando tudo em mim. Como eu respondi em outro local nos comentários. Notei que ela tinha inveja de mim, mesmo não sendo grande coisa. Ela tentou vários concursos e não passou, etc.

      Hoje estou mais esperto. Aprendi muito com meus erros. Vou tratá-las do jeito que merecem, não vou ser besta como eu fui.

      Abraços.

      Excluir
  7. Vocês falam umas coisas aterrorizantes sobre mulheres e casamento.

    Dificil mesmo é ser um baitola que nem eu. Daria tudo para gostar de mulher e ser normal.

    Até já tentei gostar (sexualmente falando) mas não deu certo. Viver se escondendo dos outros, de um lado o preconceito latente, do outro a esquerda tentando te puxar e se aproveitar do nosso sofrimento.

    Nem amigos eu tenho, pois a maioria dos outros gays só falam de divas e futilidades. Tenho mais amigas mulheres, e as vezes elas me pedem conselhos amorosos como se eu soubesse de alguma coisa.

    Sem falar como as pessoas te olham torto e tal:
    "Esse daí olha com malícia para todo homem que vê".
    Agora eu pergunto, todo filho homem olha com malícia para a mãe, irmã? Não.

    Eu queria ter filhos, mas se fosse para ter filhos só em uma família tradicional. Eu até já pensei em me casar de fachada (uma amiga era louca por mim mas não sabia que eu era), mas ia ser mentira e sofrimento demais para todos.

    O que dá mais raiva é o falso respeito. Um ex-amigo hétero dizia que era meu amigo porque eu era de "inteligente" e de "respeito", mas por trás falava que "andava com gay porque era o jeito, trabalhava no mesmo lugar, mas ia deixar de se misturar para não confundi-lo com um gay."

    Eu sempre, sempre digo. Agradeçam por ser hétero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Não é por a gente ser hétero que temos que aceitar tudo. Nem todas as mulheres são piranhas, mas grande maioria sim.

      Pois é, esse negócio de ser gay é complicado, pois muitos não aceitam. Bom que você não casou de fachada, pois há muitos que fazem isso.

      Abraços.

      Excluir
  8. Fala CI,

    Se entendi bem, você casou com 1 ano de relacionamento.

    Muito pouco.

    Sugiro aos amigos no mínimo uns 5 anos ou mais.

    Meu caso foi bem acima de 5 anos.

    Veja a família, histórico ...

    Você casou com a pessoa errada.

    Casamento nem sempre é bom, mas não é tão ruim assim.

    Quem fala que vai ser solteiro pra vida toda é por que nunca pegou mulher, quando você é solteiro e fica com várias, você simplesmente enjoa.

    Pode ser uma melhor que a outra, mas enjoa.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDC,

      Casamento pode dar certo ou não. A pessoa tem que entrar sabendo disso. Que bom que seu casamento é bom.

      Abraços.

      Excluir
  9. Fala, Cowboy,

    Rpz, já estou nos meus trinta e poucos e ainda não me casei, mas vejo que isso só tem se afastado de mim. Como vc bem fala no seu artigo, não tem nada melhor do que a nossa paz! Moro sozinho e não imagino uma outra pessoa surgindo para "atrapalhar" esse meu sossego. No meu caso, eu sou gay e vejo que a maioria só pensa mesmo em "investir" na matrix e eu não conseguiria mais manter uma relacionamento com alguém com esse perfil.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola EP,

      Se for para você se envolver com um pessoa que vai só te atrapalhar é melhor ficar sozinho. Não vale a pena tentar algo que vai levar você para o fundo do poço.

      Abraços.

      Excluir
  10. Fala Cowboy

    Estava ansioso pra ler seu post sobre este tema, devido ao seu comentário no meu post sobre a Loteria do Casamento.

    As pessoas, de modo geral, costumam negar as estatísticas para que suas crenças sobre o casamento não sejam abaladas. Os números já foram apresentados em meu post. São diversas fontes que chegam a mesma conclusão. Em países desenvolvidos, a chance de divórcio é a mesma que ganhar em um cara e coroa. Isto que não estamos levando em consideração aqueles que estão inclusos dentro da outra metade dos 50% que permanecem casados, mas que odeiam seus relacionamentos.

    Este tema sempre será polêmico e sempre muito válido para ser discutido na finansfera.

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TR,

      Pois é, seus posts fora bem feitos. Casamento é uma loteria mesmo. É um aposte. A pessoa paga para ver se vai dar certo. Na Bélgica chega 70% isso é um absurdo, a pessoa tem que ter muita coragem para se casar.

      Obrigado pelo comentário.

      Abraços.

      Excluir
  11. Não consigo ver algo de bom no casamento, você vai ter que assumir uma mulher que deu para vários antes de você, uma mulher que foi ensinada em uma sociedade feminista que tudo é opressão e machismo, e se for traído nem vai poder dar um corretivo na esposa, tem que ficar calado porque é só ela fazer uma denúncia, o Estado cai em cima e destroi sua vida. Fora o alto risco de ter o patrimônio destruido em casos de separação.
    ´

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Também faço de suas palavras as minhas atualmente.

      Abraços.

      Excluir
  12. Dizem que vc só conhece a namorada depois que casa com ela, e só conhece a esposa depois que separa dela,rs

    Mas tem casamentos e casamentos, do ponto de vida financeiro o meu é equilibrado, qd fiquei 1 ano em meio com problemas na minha empresa foi minha esposa que pagou as contas, felizmente o salário dela banca todas as coisas. Hoje, tudo que ganho é para aportes em investimentos, isto me dá uma certa tranquilidade. É quase uma I.F., mas casamento, qualquer que sela ele, sempre será algo difícil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá UÓ,

      Que bom que sua esposa te ajuda.

      Com certeza casamento muitas das vezes é difícil.

      Abraços.

      Excluir
  13. Cara, ainda bem que vcs moravam de aluguel. Se fosse imóvel próprio (ou financiado), ela provavelmente teria levado a casa também, junto com o que vc comprou e os presentes de casamento. Ainda bem que a ficha caiu a tempo (ok, não tão a tempo, mas pelo menos antes que vc tivesse, por exemplo, tido filhos ou dado entrada num financiamento). O que aconteceu foi uma merda, mas é sempre bom lembrar que o prejuízo poderia ter sido bem maior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Isso é verdade. Ela queria que financiasse um apto e filhos, mas eu não quis. Pelo menos eu não fui bobo nisso.

      Abraços.

      Excluir
    2. Sou o anon 12:59. Caralho, ela ainda queria filhos e apto financiado!? E ela ainda só trabalhava meio expediente (como vc disse num comentário acima) e ficava querendo controlar sua vida!? Sério, Cowboy, essa garota não queria um marido, queria uma mistura de mordomo com caixa automático sem limite de saque. Não é a toa que estava louca para casar. Ter se divorciado dela foi a melhor coisa que vc fez.

      Excluir
    3. Olá anônimo,

      Verdade, ela queria ser uma princesa. Ainda por cima era uma má dona de casa. Eu fazia mais coisas de casa do que ela. Sendo que tinha menos tempo.

      Abraços.

      Excluir
  14. Então, Cowboy.

    O problema é mais de criação. Temos uma sociedade que ensina as mulheres a serem princesinhas e empoderadas, e ensina os homens a serem raparigueiros, playboys e frágeis. E isso tudo aliado à crescente elevação do egoísmo em cada um.

    E aí entra o problema, casamento é parceria, dedicação de um com o outro, empatia, esforço e paciência. Como levar em consideração esses valores/atitudes no casamento se as pessoas são egoístas?

    A nossa sociedade está ficando doente, a falha dos casamentos é parte do reflexo dessa doença.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Esse comentário seu foi.excelente. Isso que você falou é verdade. A sociedade está foda.

      Abraços.

      Excluir
  15. Fala CI, foi bom você ter passado por isso, caso venha a ter uma namorada, noiva, esposa, vai saber como agir e fugir das armadilhas ou saber ser feliz mesmo que solteiro para o resto da vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP,

      Foi bom porque aprendi.
      Agora é fugir de casamento e desse tipo de mulher.

      Abraços.

      Excluir
  16. Cara interessante o seu relato. Eu casei tarde e namorei 7 anos antes de casar. É difícil arranjar uma mulher parceira, que pense parecido. Minha esposa eu vi evoluindo aos poucos, posso dizer que a ensinei de finanças e ela me ensinou a compartilhar, pois o casamento é acima de tudo um compartilhamento sabe.
    Vejo colegas que casaram cedo demais, tipo com 23 anos, e tiveram uma vida "embolada", era tudo ao mesmo tempo: casamento, comprar casa, filhos, mestrado, trabalho... Resultado, vejo uns caras hoje de 35 anos com dois filhos nas costas, barrigão de cerveja metendo chifre na esposa por que estão "de saco cheio de tudo". Em resumo, aproveita a vida, e casa quando achar uma mulher razoável. Uma que te escute e te admire, e não uma que te encare apenas como provedor, essas aí arrastam qualquer um pra baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Que bom que você cresceu com sua esposa.

      Isso que você falou desses caras aí é verdade. Conheço muitos nessa situação.

      Abraços.

      Excluir
  17. Cara, esse famigerado "empoderamento tá dose, a maioria delas hoje tão nesse papinho de liberdade, de "homem não me manda" e por aí. Ainda bem que tu caiu fora, porque eu conheço gente que tá nessa: casa, descasa, se ajunta, se desajunta; sempre um jurando pro outro que vai mudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Isso é verdade. Não entendo esse tipo de pessoa que fica só fazendo a mesma coisa. É difícil a pessoa mudar.

      Abraços.

      Excluir
  18. Caramba CI,

    Assim você me deixa nervoso. Estou planejando casar em dezembro, pois já namoro a 3 anos e até o momento ela sempre foi parceira e me apoiou desde o inicio, até quando vim para a Arábia.

    Infelizmente só consigo trazer ela se for casado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BnA,

      Pois é, se você acha que vai dar certo é só tentar para ver se vai dar certo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Nas piores das situações, case com separação total de bens com ela!!! De início vai parecer egoísmo, mas não deixe de ajudá-la, e ela perceberá que isso é para não haver comodismo de uma das partes. Porque, pense aí, se só um trabalhe duro, se desenvolve, e no final, se não der certo, o patrimônio ser meio a meio!! Aí é bom demais, né?
      O importante é deixar claro que você sempre vai ajudá-la. E com isso ela buscará o dela também.

      Excluir
  19. Casar não é o fim do mundo galera. Acho que no caso do Cowboy pesou o fato do pouco tempo de relacionamento e da pessoa simplesmente ter se revelado quem era após a vida a dois. Mas enfim, é uma questão muito pessoal e cabe a cada um a decisão de casar ou não, mas o fato do casal crescer junto é muito importante. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que casamento é QUASE fim de mundo, mas você tem razão: o caso do Cowboy não pesa contra o casamento em si, já que o problema maior foi o fato de ambos terem agido por IMPULSO. E qualquer coisa iniciada desta maneira está fadada ao fracasso.

      É incrível como seguir a manada cegamente é um ato impregnado na sociedade.

      Excluir
    2. Olá FB e Anônimo,

      Realmente não é o fim do mundo. Deveria ficar mais tempo e não ter casado tão cedo, mas não vejo com bons olhos hoje a maioria dos casamentos, não porque o meu não deu certo, mas porque está uma putaria geral.

      Abraços.

      Excluir
  20. Eu namorei 3 anos e me casei esse ano. Minha esposa ajuda em todas as despesas da casa, como ganhamos praticamente a mesma coisa, todas as conta são 50/50. Mas meu caso é um pouco diferente, quando eu precisei de ajuda a minha família se quer quis saber de mim e quem me ajudou foi minha sogra e ela, me oferecendo um teto para morar de favor na casa dela até eu me restabelecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Que bom que você encontrou uma esposa descente e de família boa.

      Abraços.

      Excluir
  21. Polêmica CI

    Kkkk cara de polêmica

    Vamos fazer uma analogia com o empreendedorismo porque abrir uma empresa pode ser tão senão mais caro que casar e ela vai lhe tomar mais tempo e algumas vezes depois de "casado" vc vê que aquela empresa não era tão legal assim.

    Aí não quer dizer que todas as empresas são ruins, mas que talvez vc não abriu o negócio certo pra vc.

    Conheço gente que quebrou uma ou duas vezes as empresas e depois conseguiram abrir um novo negócio de sucesso.

    Não pode desistir, mas concordo contigo quando a empresa não começa bem melhor fechar logo de cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDD,

      Essa analogia tem fundamento, mas entender uma pessoa é bem mais complicado.
      Agora como você disse: se não começar bem é melhor fechar. Sair fora no caso do casamento.

      Abraços.

      Excluir
  22. Esse é um assunto polêmico.
    vou casar fim do ano, espero que eu não esteja errado no meu caso, espero já ter aprendido com os erros das ex-namorada. Ter paz é essencial.
    Quanto as finanças, publiquei um post do meu casamento, onde digo como consegui gastar menos de 20 mil no meu casamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FI,

      Desejo que seu casamento dê certo. Boa sorte.

      Abraços.

      Excluir
  23. CI,
    Estou em uma situação parecida. Naqueles primeiros dias depois de jogar tudo para cima e terminar o casamento. A vontade de voltar é muito grande, mas só em lembrar os motivos que me fizeram tomar essa decisão, me mantenho firme. Você ficou pensando em voltar nos primeiros dias também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo.

      Essa situação é complicada. Quando eu decidi de sair de casa foi para não voltar mais.

      Eu não pensei em voltar. Na segunda semana eu arrumei um advogado para me divorciar. Esse negócio de voltar nunca vai ser melhorar. Siga firme aí. Há bilhões de outras mulheres, para que ficar preso a uma mulher que não respeita?

      Abraços.

      Excluir